Atrações Turísticas

Muçum

Hidrelétrica Salto Forqueta

Salto Forqueta também é um exemplo de comprometimento da Certel

Com potência instalada de 6.124 kW, a Hidrelétrica Salto Forqueta está localizada entre os municípios de São José do Herval e Putinga. A hidrelétrica está equipada com sistema de telecomando à distância, a partir do Centro de Operações do Sistema sediado em Teutônia, com transmissão de dados via banda larga. Todas as operações e informações estão disponíveis no computador à disposição dos operadores, a 90 quilômetros de distância da usina.

Salto Forqueta também é um exemplo de comprometimento da Certel com a preservação ambiental. A partir de parceria realizada com o Centro Universitário Univates para os projetos ambientais da usina, houve uma construção científica no que tange às medidas mitigatórias, gerando produtividade científica.

A implantação de uma Área de Proteção Ambiental de 45 hectares foi realizada como medida compensatória aos impactos ambientais da obra. Paralelamente, foram distribuídas para mais de 40 produtores rurais mudas de erva-mate, possibilitando elevar o nível socioeconômico da região.

Para agendar a visitas fica o contato pelo site conforme disponibilidade de data http://www.certel.com.br/geracao-energia/salto_forqueta ou pelo telefone (51) 3762-4048


Muçum

Lagoa da Barragem

Localizada a 5Km da cidade, na Linha Santa Lúcia, é um local rodeado por uma exuberante beleza, ideal para a prática de esportes aquáticos e acampamentos.

Maiores informações pelo fone: (51) 3777-1200.


Muçum

Igreja Nossa Senhora da Purificação

Igreja Nossa Senhora da Purificação Ao instalarem-se em Putinga ,os primeiros colonizadores italianos construíram uma pequena capelinha em honra a Nossa Senhora da Purificação e Nossa Senhora dos Navegantes, cujas missas eram rezadas periodicamente pelo Padre Hermínio Catelli, de Anta Gorda. Os pioneiros liderados por Giovani Franchesco Giacomini iniciaram contatos com o Arcebispo Metropolitano D.João Becker para instalação da Paróquia de Putinga,dando assim início aos trabalhos de construção de uma igreja de madeira de 25 x 10 m, no mesmo lugar onde foi edificada a atual. Com a construção, também da casa paroquial, o Arcebispo metropolitano nomeou o primeiro Padre para Putinga: Padre Domênico Carlino, da congregação dos Scalabrinianos de São Carlos, em agosto de 1922. A data da ereção da nova Paróquia de Putinga é de 13 de setembro de 1924. Padre Domênico Carlino era moço e zeloso, em breve tempo conseguiu a simpatia de todos e organizou maravilhosamente a Paróquia, enriqueceu a igreja de novos parâmetros sagrados e de três novos altares. Fomentou de modo especial a vida religiosa, fundando várias associações. Fato notável foi a festa cívico-religiosa em 27 de dezembro de 1925,comemorando o cinquentenário da Imigração Italiana no Rio Grande do Sul. Esta festa foi realizada com participação de numerosíssimo povo; houve missa solene, grandioso churrasco, discursos de ocasião, sendo abrilhantado pela banda de música de Várzea Grande. Padre Domênico Carlino pensou desde o início em erguer um templo mais digno à Glória de Deus. Começou a angariar fundos necessários apara a aquisição do primeiro material. Aos 16 de agosto de 1932, foi realizada uma grande festa ao 2º Padroeiro São Roque, com a colocação da pedra fundamental da nova Igreja. Um ano depois aos 16 de agosto de 1933, foi efetuada a bênção à estatua de Cristo Rei, que do alto do campanário estende seus braços ,convidando a todos ao seu divino coração. A legenda aos pés da cúpula recorda o centenário da Nossa Redenção. O projeto da igreja foi idealizado pelo engenheiro construtor Ticiano Betanin, que manifestou nesta sua primeira grande obra, grande vocação artística em arte sacra, que iriam torná-lo celebre nas obras seguintes que seriam realizadas em outros lugares do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. Padre Domênico Carlino não conseguiu concluir este majestoso templo. Em julho de 1934, pelo superior dos missionários de São Carlos, Sua Eminência o Cardeal Rafael Carlos Rossi, Padre Domênico Carlino foi nomeado superior provincial do RR.PP Carlistas e Vigários da importante Paróquia de Guaporé. Aos 26 de julho assumiu como vigário de Putinga, Padre Fellippe Flésia,permanecendo aqui até os primeiros dias de maio de 1940. Durante seu tempo de vigário foi acabado o reboco exterior da Igreja e o presbitério que foi ornamentado com quatro artísticos vitrais da Casa Gruta, além da instalação da luz elétrica. Foi ainda construída uma ampla escadaria na frente da Igreja e iniciados os acabamentos no interior. Coube ao sucessor Padre Victorio De Lorenzi, continuar a obra de Padre Fellippe, concluindo completamente os rebocos das paredes, das abóbadas, mandando colocar floreados ladrilhos no piso, construindo uma artística contoria em alvenaria, obra do Sr. Ticiano Betannin, com janelas bíforas de vitrais, executadas pela firma Hans Veit de Porto Alegre e, erigindo também um importante batistério. Os altares foram construídos conforme projeto do acadêmico Ângelo Fontanive, diplomado pela escola de Belas Artes de Veneza. São de autoria do mesmo o púlpito e os quatro quadros em tela a óleo que ornamentam o presbitério.


Back to Top